quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Semelhantes, mas diferentes...

    Hoje vai ser mais rápido, estou aqui porque na postagem anterior comentei sobre minha pequena indignação por capas tão semelhantes, e por conta dessa revolta resolvi mostrar pra vocês as provas do crime💂.  
    Falando sério, não é de hoje o amor que tenho pelas obras lançadas na Arqueiro e por todo o cuidado que eles têm com cada detalhe dos livros, mas se tem uma coisa que eles estão deixando a desejar é com a inovação das capas. Para ninguém falar que estou ficando doida, trouxe provas, porque o serviço tem que ser feito direito, e como diz meu irmão, missão dada é missão cumprida, então...

        TCHANRÃÃÃ...

       

    A primeira foto é a "base" da capa do livro Escândalo de cetim, da Loretta Chase e podemos perceber que ela também foi usada em Escândalo na primavera, da Lisa Kleypas, mas nesse, somente a parte superior com algumas mudanças. Já na obra de Julia Quinn, utilizaram outra imagem verde, que não diferencia tanto das outras. Outra ponto que podemos considerar é a forma como o título e nome da autora são colocados, ambos mais ou menos no meio da capa, em uma espécie de padronização. 

    Admito que gosto desse estilo de capa que não mostram o rosto completo da modelo, trazendo assim um ar misterioso, o que é bom, pois podemos colocar qualquer rosto na personagem (na nossa mente, é claro), mas acredito que eles podem trazer novidades aos leitores que já estão com tantas capas parecidas na estante 🙀.

    Mas o motivo principal da minha chateação deve-se ao fato de que essas capas parecidas dão apoio ao pensamento de muitas pessoa sobre romance de época ser tudo igual, e posso afirmar que não são.

    Claro que esses romances tem seus clichês, mas as histórias podem ser bem diferentes, digo isso como uma leitora frequente desses livros, tem uns que cativam, outros não, tem personagens insuportáveis, tem uns maravilhosos, tem secundário importante, tem uns desnecessário, homens canalhas, tímidos, com passado dramático, sem nada de muito interessante no passado... isso tudo e diversas outras coisas que encontramos em qualquer tipo de leituras, afinal, eles fazem parte de um certo gênero com suas próprias características e a característica desse é ser beem romântico, o máximo que conseguir. Então superem os preconceitos que têm com o leitor de qualquer que seja o tipo de livro, pois eles podem até ser semelhantes em certos´pontos, mas no fim das contas são bem diferentes, mas o que realmente importa é a viagem que ele consegue fazer na mente do leitor. 

    Por conta dessa minha situação com capas também decidi fazer algumas postagens somente com as "caras" dos livros, tanto no Brasil, quanto no resto do mundo pra  mostrar as diferenças entre elas, mas essa fica para daqui a um tempo, pq requer pesquisas e mais pesquisas, as quais ainda vou arranjar um tempinho pra fazer, mas o importante é que vai sair.


 P.S.: Citei somente uma editora, mas isso não acontece apenas com ela. Cuidado editoras!
 P.S.2: Os títulos com Escândalo dos livros da Loretta e da Lisa são realmente parecidos no inglês, não foi nenhuma mudança feita aqui no Brasil. 
 P.S.3: Em breve trago um post sobre romance de época, para que possam entender direitinho o que é e a diferença entre ele e o seu irmão gênero (é gênero mesmo, não gêmeo 😂), o romance histórico.


    Bom, por agora é só, mas juro que não demoro muito com novas postagens para cumprir minhas promessas que estão penduradas, então, até mais Abelhudas (os).


                         
                                                            
                                                                                           









Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...